quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

PMDB do Paraná precisa de unidade, diz Serraglio


O deputado federal Osmar Serraglio, candidato à presidência do diretório estadual do PMDB do Paraná considera que a eleição do dia 15 de dezembro será decisiva para o futuro do partido no Estado. “Queremos um PMDB forte, atuante, respeitado e afinado com os interesses dos paranaenses. Por conta de divisões internas, de interesses pessoais que se sobrepujaram à vontade da maioria, o partido vem diminuindo no Paraná, distanciou-se de suas bases. Queremos oxigenar e renovar o partido”, diz Serraglio.

A chapa “PMDB para Todos”, analisa Serraglio, quer a unidade do partido e um PMDB onde os parlamentares tenham mais voz e espaço de atuação. “Os partidos estão se renovando, as novas lideranças que vão surgindo estão conquistando seus espaços, mas no PMDB isso não vem acontecendo. Precisamos valorizar nossos deputados, prefeitos, vereadores, ampliar nosso leque de líderes”, diz.

Serraglio afirma que o PMDB precisa de um comando agregador que trabalhe na reestruturação do partido nas médias e grandes cidades, para voltar a ter força e credibilidade. “Em Curitiba, na eleição para prefeito, ficamos em quarto lugar. Dos 38 vereadores, elegemos um. É preciso reestruturar o partido, reorganiza-lo, percorrer o Estado inteiro, ajudar a estruturar diretórios, trazer lideranças, dar espaço para que todas as correntes se manifestem e convivam democraticamente. Queremos um PMDB agregador”.

O deputado diz que o grupo que representa, formado pelos deputados estaduais e pelo ex-governador Orlando Pessuti, não quer antecipar o debate sobre as eleições de 2014. “Nossa preocupação é o fortalecimento do partido, sua reestruturação, a reaproximação com as bases e a atração de lideranças, para que o partido volte a ser o que foi no passado. Vamos deixar a eleição de 2014 para 2014. Agora, é hora de pensar no PMDB. O que queremos é regionalizar o PMDB, valorizando nossos companheiros do interior, valorizar nossos prefeitos, colaborando com suas administrações. Fazer do PMDB um PMDB para todos”, diz Serraglio

 
Segundo Serraglio, a chapa “PMDB para Todos”, que ele encabeça, também quer resgatar figuras históricas que se afastaram do partido e pretende atrair novas lideranças. “Os velhos peemedebistas foram deixando o partido, justamente porque discordaram do comando personalista do nosso partido. Queremos trazê-los de volta, ao mesmo tempo em que pretendemos atrair toda uma nova geração de jovens interessados na construção de um Estado mais justo e solidário”, explica.

 
Outra bandeira da chapa é a democratização do horário eleitoral anual do partido na TV. “Os outros partidos divulgam seus prefeitos e deputados, agregando simpatizantes. É um espaço extremamente valioso e que deve servir para que todas as lideranças prestem contas à população de sua atuação. Nossa intenção é aproveitar ao máximo esse  meio de divulgação”.