sexta-feira, 15 de julho de 2011

Dr. Osmar diz que setor rural garante o superávit nacional


Vânio Pressinatte, da assessoria

O vice-líder do Governo na Câmara, deputado federal Osmar Serraglio, que também integra a Frente Parlamentar do Cooperativismo e a Frente Parlamentar da Agricultura na Câmara dos Deputados, disse na manhã desta sexta-feira (15), no Centro Cultural Schubert, em Umuarama, durante o lançamento regional do Programa de Desenvolvimento do Arenito Caiuá, que o grande responsável pelo superávit da Balança Comercial Brasileira é a produção ligada ao agronegócio. “Nós devemos dar o devido valor a este setor responsável pelo crescimento do país e pela geração de divisas, emprego e renda”, disse o deputado.

Ele disse ainda que o Programa Arenito Caiuá impulsionará a economia regional, com o aumento na produtividade com possibilidades reais de transformar o perfil agropecuário do noroeste paranaense. “O Arenito Caiuá necessitava de um incentivo como este que estamos presenciando e que tivemos o prazer de defender. Será o grande diferencial que ajudará na identificação vocacional e a alavancar a economia regional”, disse Serraglio.

Código Florestal - Serraglio afirmou também que ao aprovar o Código Florestal, “cuja leitura tem que ser feita positivamente”, a Câmara se preocupou sim em preservar o meio ambiente, mas garantir a continuidade da produção rural. “Acima de tudo, tomamos todos os cuidados para que as Leis, cada uma ao seu tempo, sejam respeitadas”, disse o deputado, lembrando que na década de 1970, os agricultores recebiam incentivos para abrir florestas e plantarem no Mato Grosso, Pará e Rondônia e, que só recebiam o título da terra se derrubassem 50% das respectivas áreas. “Hoje, alguns setores querem punir esses mesmos agricultores por que obedeceram as leis naquele momento. O Código diz que devemos obedecer a Lei da época”, disse.