quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Liberados recursos para início da construção da nova UPA



O prefeito Moacir Silva anunciou na tarde desta segunda-feira, 8, que o Ministério da Saúde liberou recursos para o município iniciar a obra da nova Unidade de Pronto Atendimento (UPA), que será construída entre o Ginásio de Esportes Amário Vieira da Costa e a sede da 5ª Companhia Independente da Polícia Militar. A informação foi confirmada durante visita do deputado Osmar José Serraglio ao gabinete do prefeito.

A primeira parcela de recursos é de R$ 200 mil e no total serão liberados cerca de R$ 2 milhões pelo governo federal. Somado à contrapartida da Prefeitura, o custo da obra deve ficar em torno de R$ 2 milhões 430 mil – investimento previsto no orçamento do município para 2013, que inclui a parte de obras e aquisição de equipamentos. A unidade encontra-se em fase de projeto estrutural e arquitetônico.

A Prefeitura vai licitar em breve a construção da UPA no padrão II (para cidades entre 100 mil e 200 mil habitantes). De acordo com o secretário municipal de Planejamento e Habitação, Márcio Maia, a rua na frente da UPA e da sede da Polícia Militar, que atualmente tem mão única, será transformada em uma avenida, para melhorar as condições de acesso à unidade de saúde. A conclusão está prevista para 2013.

“Serão 1.500m² de obra, com equipamentos modernos, plantão de 24h e vários médicos pediatras e clínicos gerais, se revezando entre os turnos”, informou o prefeito. A unidade terá entre 9 e 12 leitos para internamento de pacientes.

O custo mensal será em torno de R$ 175 mil, valor que será repassado pela União. A gestão caberá ao município. Quando a UPA começar a funcionar, o Pronto Atendimento (PA), que atende a população das 7h às 23h, na unidade atual, será desativado.

“Com o apoio do governo federal e do Estado, além dos investimentos próprios, avançamos muito na área de saúde, melhorando a atenção aos pacientes, a infraestrutura física, aquisição de equipamentos e veículos”, avalia Moacir Silva, lembrando outro avanço importante para o começo de 2013: a instalação da central reguladora do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Como sede do Samu, Umuarama vai gerenciar o atendimento de emergências em 87 municípios do noroeste do Paraná. “A localização dessa central em Umuarama mostra a importância que a cidade conquistou no cenário regional, de 2009 para cá”, completou o deputado federal Osmar Serraglio.
DEFINIÇÃO

As Unidades de Pronto Atendimento (UPA) são estruturas de complexidade intermediária entre as Unidades Básicas de Saúde e as urgências hospitalares. Em conjunto, compõem uma rede organizada de atenção às urgências. São integrantes do componente pré-hospitalar fixo, implantadas em locais estratégicos para a configuração das redes de atenção à urgência, com acolhimento e classificação de risco em todas as unidades, em conformidade com a Política Nacional de Atenção às Urgências.

Na maioria das cidades, a estratégia de atendimento está diretamente relacionada ao trabalho Samu, que organiza o fluxo de atendimento e encaminha o paciente ao serviço de saúde adequado à situação.