sexta-feira, 12 de julho de 2013

Câmara dos Deputados homenageia cooperativismo em sessão solene


Por meio de requerimento do deputado federal e vice-líder do Governo, Osmar Serraglio, que é vice-presidente da Frente Parlamentar Mista do Cooperativismo no Congresso Nacional, a Câmara dos Deputados realizou na manhã desta quinta-feira (11), Sessão Solene em homenagem ao Dia Internacional do Cooperativismo, comemorado no último sábado (06).


Serraglio que presidiu a sessão lembrou em seu discurso que são mais de 300 mil empregos diretos em mais de 6.500 cooperativas, com dez milhões de associados envolvendo em torno de trinta milhões de brasileiros. “Só de salários e benefícios ao trabalhador o sistema injeta mais de oito bilhões de reais na economia nacional. Suas exportações, que oferecem solidez às nossas reservas cambiais, montam em mais de seis bilhões de dólares, dos quais, 98% correspondem ao setor agropecuário, principalmente nos complexos sucroalcooleiro, soja e carne, atendendo a mais de uma centena de países”.


Ele destacou ainda que as dez maiores cooperativas do ramo agropecuário exportam mais de R$ 38 bilhões, o que representa a metade da produção agropecuária brasileira. “E por falar nesse ramo do cooperativismo, o agropecuário, como paranaense rendo justa homenagem às nossas cooperativas, na pessoa do presidente da Ocepar – Organização das Cooperativas do Paraná, Sr. João Paulo Koslowski, com quase 240 cooperativas, que correspondem a 16% do PIB paranaense e a 56% do PIB agropecuário do nosso Estado, com exportações que superam a US$ 2,1 bilhões e com faturamento em torno de R$ 39 bilhões”.


O deputado disse que o cooperativismo é um movimento que se sustenta por princípios e valores notáveis, que promovem o desenvolvimento econômico e o bem-estar social de toda a comunidade onde é atuante. “Por isso, a homenagem que ora prestamos ao Dia Internacional do Cooperativismo se insere, perfeitamente, entre os temas merecedores da atenção e da deferência deste Plenário”, destacou, ressaltando ainda que as cooperativas se caracterizam por seus princípios socializantes, que se fundamentam na solidariedade, participação democrática, independência e autonomia de seus integrantes, cujo movimento teve sua origem em manifestação das camadas sociais oprimidas contra a exclusão social e a concentração da riqueza.

Serraglio, como outros parlamentares que usaram da palavra em homenagem e defesa do setor, defendeu a apreciação de matérias relevantes para o segmento cooperativista, dentre as quais destacou o Projeto de Lei Complementar nº 271, de 2005, que regulamenta dispositivo constitucional, atribuindo tratamento tributário diferenciado para o ato cooperativo. “Se aprovada, a proposição permitirá o reconhecimento das cooperativas como entidades de apoio aos seus associados, diferenciando-as de outros tipos de organizações societárias e estabelecendo incentivos concretos ao fortalecimento do cooperativismo”.

Reforçou que as cooperativas representam uma das mais bem sucedidas experiências de superação de adversidades. “Historicamente, elas se mostraram muito eficientes no soerguimento de economias e comunidades afetadas por crises políticas, financeiras e sociais. O princípio do auxílio mútuo leva à união das pessoas; e a geração de trabalho e renda contribui, de forma crucial, para o apaziguamento de conflitos”.

Serraglio saudou as entidades representativas do setor, reconhecidamente as que integram o Sistema OCB – Organização das Cooperativas Brasileiras, Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop) e Confederação Nacional das Cooperativas (CNCoop), as quais, segundo o deputado, “muito bem atuam na difusão dos nobres ideais do associativismo como instrumento efetivo para a solução de problemas econômicos e sociais” e encerrou dizendo: “Vejo renovada minha confiança em uma alternativa viável de desenvolvimento sustentável para numerosas comunidades, bem como de geração de empregos, de acesso a bens e serviços, de aumento da produção agrícola e de redução das desigualdades”.

Dia Internacional do Cooperativismo - É comemorado anualmente no primeiro sábado do mês de julho, data definida pela Organização das Nações Unidas (ONU). O tema deste ano é “Empresas cooperativas continuam fortes em tempos de crise”. A ONU declarou 2012 como Ano Internacional das Cooperativas. No Brasil, o cooperativismo envolve diretamente 44 milhões de pessoas, entre trabalhadores e famílias. Ele movimentou R$ 97 bilhões em 2010, 6% do Produto Interno Bruto (PIB), de acordo com dados da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB).