segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Deputado Osmar Serraglio viabiliza Hospital do Câncer


O deputado federal Osmar Serraglio, apresentou na manhã desta segunda-feira (1), em Curitiba, durante a reunião de bancada dos deputados federais do Paraná, convocada pelo governador eleito Beto Richa, proposta de inclusão de recursos para a construção do Hospital do Câncer Uopeccan Noroeste do Paraná, em Umuarama. A expectativa de Serraglio é que das emendas que a bancada federal tem direito, ao menos R$ 5 milhões sejam destinados à obra no Orçamento Geral da União para 2011.
Com estes recursos Osmar Serraglio viabiliza o Hospital do Câncer em Umuarama.

Segundo o presidente da Uopeccan, Ciro Kreuz, em recente solenidade de assinatura da escritura do terreno, a obra de 13.000m2 terá início nos próximos meses e a área estrutural com 8.000 m2 estará edificada até o final de 2011. Ele ressaltou que o Hospital terá capacidade para atender em média 500 pacientes por dia.

Osmar Serraglio voltou a lembrar que o Uopeccan em Umuarama é de fundamental importância para toda uma região. “O funcionamento deste hospital em Umuarama dará mais dignidade e conforto no tratamento dos pacientes da nossa região. Além de uma ótima estrutura física, contaremos com profissionais especializados e evitaremos o deslocamento dos pacientes para outras regiões”, afirmou o deputado.

O encontro realizado na sede da Fecomércio (Fedração do Comércio do Paraná), além dos representantes da bancada federal, (com mandato e eleitos), contou ainda com presenças de representantes do Tribunal Regional do Trabalho, Ministério Público, Governo do Estado, as universidades Federal (UFPR) e Tecnológica Federal (UTFPR) e as estaduais de Londrina (UEL) e Maringá (UEM), dos hospitais Cajuru, Pequeno Príncipe, Erasto Gaertner e Evangélico e Polícia Rodoviária Federal.

Nos próximos dias, a bancada se reúne em um café da manhã com os representantes dos Hospitais e entidades filantrópicas para discutir emendas ao Orçamento. O Paraná tem direito a apresentar 20 emendas de bancada, 3 de remanejamento e 17 de apropriação.