segunda-feira, 30 de maio de 2011

Anunciado crédito para fortalecer região do Arenito Caiuá


O governador Beto Richa e o vice-presidente de Agronegócios e Micro e Pequenas Empresas do Banco do Brasil, Osmar Dias, assinaram na sexta-feira (27), em Paranavaí, protocolo de intenções que prevê a expansão de linhas de crédito e outros incentivos para produtores rurais da região do Arenito Caiuá, Noroeste do Paraná. A intenção é potencializar cadeias produtivas, principalmente as voltadas à agropecuária. A estimativa do banco é que sejam aplicados R$ 500 milhões por safra e que o projeto beneficie cerca de 14.900 agricultores.

“O agronegócio do Paraná precisa de atenção e é assim que o governo do Estado irá atuar. O anúncio do programa representa a união de esforços para garantir uma importante conquista para o Noroeste do Paraná. Descemos do palanque para atuar com grandeza e responsabilidade, defendendo os legítimos interesses do povo do paranaense”, disse o governador. Richa destacou que o governo vai resgatar a dívida com o Noroeste do Paraná e investir na agropecuária do Estado.

O vice-presidente de Agronegócios do Banco do Brasil, Osmar Dias, afirmou que o programa é uma estratégia que vai impulsionar o desenvolvimento regional sustentável. “Os interesses do Estado estão acima de todas as outras questões. Tudo que for para o crescimento do Paraná, o Banco do Brasil será um parceiro”, disse. Osmar Dias afirmou ainda que as linhas de crédito com juros baixos são fundamentais para o homem do campo investir em tecnologia e ampliar a produção agrícola.

De acordo com o vice-líder do Governo na Câmara, deputado Federal Osmar Serraglio (PMDB-PR), é uma excelente ação do Governo Federal por intermédio do Banco do Brasil e, em parceria com o Governo do Paraná, que impulsionará a economia regional, com o aumento na produtividade e geração de emprego e renda. “O Arenito Caiuá necessitava de um incentivo como este que estamos presenciando e que tivemos o prazer de defender. Será o grande diferencial que ajudará na identificação vocacional e a alavancar a economia regional”, disse Serraglio.

O programa de desenvolvimento do Arenito Caiuá vai financiar, com valores que variam de R$ 150 mil a R$ 2 milhões, as principais atividades produtivas nos municípios, como bovinocultura de leite e de corte, produção de mandioca, avicultura de corte, cafeicultura e silvicultura (laranja). A meta é atender produtores de todos os portes, cooperativas com receita bruta anual igual ou inferior a R$ 10,5 milhões e fundações sem fins lucrativos.

O governo do Estado terá a função de prestar apoio aos produtores para que possam investir os recursos nas cadeias produtivas da região, com assistência técnica adequada para manejar o maquinário e o solo.

O Banco do Brasil vai treinar agricultores para que operem adequadamente determinadas culturas, incentivar o cooperativismo, recuperar Áreas de Preservação Permanente (APP) e inserir tecnologia no campo para possibilitar aos produtores ganhos com produtividade, qualidade e renda.

O protocolo de intenções envolve ainda o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Entre as instituições que apóiam o programa estão a Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar), Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep), Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Paraná (Fetaep), Emater, Iapar, Ministério do Desenvolvimento Agrário, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Sebrae, Senar.

terça-feira, 24 de maio de 2011

Richa garante apoio à luta pela criação do TRF no Paraná


Vânio Pressinatte
O governador Beto Richa garantiu na segunda-feira (23), em reunião com deputados e lideranças do Judiciário, o apoio do governo do Estado à criação de um Tribunal Regional Federal (TRF) no Paraná. Richa comprometeu-se a ceder um edifício do Estado para abrigar temporariamente o órgão e afirmou que o tribunal contribuiria para a democratização da Justiça.

“Estou inteiramente à disposição para apoiar e lutar por essa conquista, que traria benefícios para população e para a justiça paranaense. Vamos exercer pressão política para que o governo federal dê sinal verde para o projeto, que propõe uma divisão melhor e mais justa dos tribunais federais”, disse o governador. Para Richa, é necessário estreitar as relações com a bancada federal paranaense e com os governadores dos estados que também passarão a abrigar TRFs caso o projeto seja aprovado.

O vice-lider do Governo na Câmara dos Deputados, deputado federal Osmar Serraglio (PMDB), que participou do encontro e já discutiu o assunto também com o vice-presidente da República, Michel Temer, disse que a criação do TRF no Paraná é a garantia de cidadania aos paranaenses, aproximando o Poder Judiciário da população do Estado. “Temos lutado nesse sentido há algum tempo e agora estamos recebendo este importante apoio do governador, bem como do vice-presidente Michel Temer”, disse Serraglio.

A criação de novos Tribunais Regionais Federais em Curitiba, Manaus, Salvador e Belo Horizonte está prevista na Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 544/02. Ela foi aprovada pelo Senado em 2002 e desde então aguarda votação na Câmara Federal. O projeto foi arquivado com o argumento do governo federal de inviabilidade financeira.

O presidente da Associação Paranaense dos Juízes Federais (Apajufe), juiz Anderson Furlan, afirma que para a PEC seguir para votação será necessária a apresentação de um documento oficializando o compromisso dos governadores em ceder os imóveis. “Precisamos mostrar que o custo não será problema. O governador Beto Richa já garantiu o apoio e isso é muito importante”, disse o presidente.

Para o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PR), José Lúcio Glomb, que também já tratou do assunto com Serraglio, o argumento do Governo Federal não é válido, já que os novos tribunais facilitariam o acesso à Justiça e reduziriam custos com locomoção e hotelaria. “Precisamos estar unidos para que o Paraná ganhe essa causa. Com o novo tribunal vamos facilitar para a população que não tem condições de levar um advogado para outro Estado”, disse o presidente. (Com informações da Agência Estadual de Notícias)

Serraglio acompanha Gleisi Hoffmann em Umuarama


Vânio Pressinatte

Depois de um encontro com taxistas em Curitiba, onde foram homenageados na sexta-feira (21), o vice-líder do Governo na Câmara dos Deputados, deputado federal Osmar Serraglio (PMDB) e a Senadora Gleisi Hoffmann (PT) cumpriram agenda em Umuarama no sábado. Na oportunidade a Senadora se reuniu com prefeitos da Associação dos Municípios de Entre Rios (Amerios), vice-prefeitos, vereadores e demais lideranças dos 32 municípios do Noroeste.

Gleisi apresentou um relato das suas atividades nos primeiros meses de mandato no Senado da República e discutiu com os líderes políticos e comunitários, prioridades regionais a serem defendidas como forma de desenvolvimento econômico e social. “Vim a Umuarama “com o objetivo de conversar com os prefeitos e as lideranças, expor o nosso trabalho e colocar o nosso gabinete à disposição da região, definindo um método de trabalho com os municípios”.

A senadora explicou também que, além do acompanhamento na questão de liberação de verbas de projetos em andamento, e apoiar a atração de novos investimentos, decidiu focar seu mandato na definição de um projeto de desenvolvimento. “Queremos desenvolver ações concentradas no que é relevante para melhorar a vida das pessoas, dentro de uma nova visão para as relações políticas e de articulação com o Estado, esquecendo as diferenças para trabalhar em conjunto, somando esforços para o bem do Paraná”, complementou.

Serraglio por sua vez, enalteceu a iniciativa da senadora de vir ao interior do Estado prestar contas de suas ações e ouvir os anseios dos municípios. “É uma atitude louvável que não nos surpreende vindo da senadora Gleisi. Nós já esperávamos esse comportamento, disse Serraglio, ressaltando que o gabinete da senadora tem sido o ponto de apoio dos prefeitos do Paraná. Estamos desenvolvendo vários trabalhos em conjunto e isso só trará benefícios para o povo do Paraná”, concluiu.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Serraglio e Gleisi Hoffmann recebem homenagem de taxistas


Vânio Pressinatte

O vice-líder do Governo na Câmara, deputado federal Osmar Serraglio (PMDB) e a senadora Gleisi Hoffmann (PT), foram homenageados na sexta-feira (20) em Curitiba pelos taxistas das centrais de Curitiba e região metropolitana. Serraglio pela defesa de Projeto de Lei de interesse da categoria na Câmara dos Deputados e Gleisi pelo compromisso assumido de defender o mesmo projeto no Senado Federal. O vereador de Curitiba, Jairo Marcelino, também foi homenageado pelos profissionais.

No final de março os representantes das centrais de taxis foram recebidos em Brasilia pela senadora para encontro promovido por Serraglio. Na oportunidade pedirem apoio da parlamentar ao Projeto de Lei que regulamenta a profissão da categoria. Já aprovado na Câmara dos Deputados, o projeto deverá ser votado no Senado e, se aprovado, beneficiará mais de 150 mil trabalhadores do setor em todo o Brasil.

Na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), da Câmara, o deputado Osmar Serraglio apresentou três emendas atendendo pedido dos profissionais do setor: manter dois colaboradores além do permissionário, em vez de um como estava no projeto; transmissão da permissão a esposas e herdeiros no caso de falecimento do permissionário; e, proibição da penhora da licença do serviço.

De acordo com o deputado, em muitos municípios, em caso de morte do titular, a licença retorna à Prefeitura, deixando a família do falecido sem qualquer amparo. “O que desejo é garantir aos taxistas, permissionários e colaboradores e seus familiares o respeito à profissão e a garantia do trabalho”, disse Serraglio.

A Senadora Gleisi Hoffmann manifestou apoio à categoria e disse que defenderá, no Senado, o projeto da forma que foi aprovado na Câmara dos Deputados. “Apoio a causa e farei o possível para ajudar esses profissionais”, afirmou. No mesmo dia, Gleisi registrou a presença dos representantes da categoria no Plenário e, obteve de vários colegas senadores manifestações de apoio ao projeto.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Programa para o Arenito Caiuá será lançado dia 27


Vânio Pressinatte

O vice-presidente de agronegócios do Banco do Brasil, Osmar Dias, confirmou na quarta-feira (19), ao vice-líder do Governo na Câmara dos Deputados, deputado federal Osmar Serraglio, que o lançamento do programa de financiamentos ao setor agropecuário da instituição para o Arenito Caiuá, acontecerá na sexta-feira (27), às 15 horas, na cidade de Paranavaí, em local a ser confirmado. O anúncio aconteceu durante audiência em Brasília.

Em torno de 100 municípios devem ser beneficiados com o programa que deverá ampliar as linhas de crédito, além de diversos incentivos para o desenvolvimento do setor. “É uma excelente ação do Governo Federal por intermédio do Banco do Brasil que impulsionará a economia regional com o aumento da produtividade e geração de emprego e renda”, afirmou o parlamentar.

Na audiência em que recebeu a direção da Federação Nacional dos Técnicos Agrícolas – FENATA, Dias e Serraglio trataram com os representantes do segmento sobre a realização de perícias, laudos, avaliações e arbitramentos para fins de Proagro por parte dos técnicos agrícolas.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Serraglio recebe comitiva de Altônia em Brasília


Vânio Pressinatte

O vice-líder do Governo na Câmara dos Deputados, deputado federal Osmar Serraglio, recebeu na tarde de terça-feira (17), uma comitiva do município de Altonia com a qual tratou de diversos assuntos de interesse daquele município, dentre os quais, emendas parlamentares do Orçamento Geral da União para 2011.

A parceria entre o deputado Osmar Serraglio e o município de Altonia já renderam algumas conquistas, como pavimentação da Avenida XV de Novembro e da Rua Alberto Bayngton, posto de saúde do Jardim Planalto, pá carregadeira, creche no distrito de São João, patrulhas mecanizadas, quadras cobertas, dentre outros.

Participaram da comitiva, o prefeito Pedro Nunes da Mata, o vice-prefeito José Perini, o vice-presidente da Câmara de Vereadores, vereador Sebastião Pires e, o secretário da Agricultura Sérgio Mosconi.

domingo, 15 de maio de 2011

Pessuti reune peemedebistas em Douradina


Vânio Pressinatte

O ex-governador Orlando Pessuti e o suplente da senadora Gleisi Hoffmann, Paulo de Souza, estiveram na sexta-feira (13) no município de Douradina para reunião com peemedebistas, autoridades e lideranças regionais. O encontro foi organizado pelo ex-secretário da Ouvidoria do Estado Antonio Comparsi de Melo e pelo prefeito de Douradina, José Carlos Pedroso (Cabeção) e aconteceu na Associação dos Funcionários da Gazzin, uma das maiores empresas do país.

O vice-líder do Governo na Câmara, deputado federal Osmar Seraglio (PMDB), que participou do encontro fez questão de destacar a importância do trabalho de Orlando Pessuti frente ao partido e também sua atuação, rápida, porém eficiente, como governador do Paraná. “O PMDB é um partido que faz história porque tem lideranças do quilate do Pessuti, que, mesmo por apenas nove meses como governador do Estado conseguiu fazer a diferença”. “É uma honra receber o ex-governador e que hoje é o nosso líder do PMDB no Paraná. O Pessuti contribui para que prossigamos mantendo a chama do nosso partido acesa, afirmou Serraglio.

O prefeito Cabe enalteceu a atuação de Orlando Pessuti na vida pública e destacou o orgulho de ajudar na organização do encontro. O deputado estadual Jonas Guimarães (PMDB) disse que acima de tudo Pessuti é um grande amigo do Paraná e é qualificado para o importante trabalho de reorganizar o PMDB nos 399 municípios do Estado. Já o deputado estadual pedetista Fernando Scanavaca, disse ter cancelado sua agenda da sexta-feira para participar do encontro com Pessuti. “O Pessuti marcou o nosso estado e nossa região com uma administração brilhante”, destacou Scanavaca.

Pessuti defendeu que sejam realizadas reuniões dos diretórios municipais no mínimo a cada duas semanas. “Como dizia o saudoso Ulysses Guimarães, quem não se reúne, se desune. Precisamos reformular o partido localmente para que possamos chegar ao mês de outubro, um ano antes da eleição ajustados” afirmou. Ele lembrou aos filiados sobre a importância de promover as filiações pendentes e regularizar a documentação dos diretórios e dos filiados até o final de setembro. O ex-governador salientou que é importante “dar uma mexida na nossa legenda. O PMDB precisa estar organizado para o embate de 2012 e fortalecido para 2014. Temos bons nomes com condições para disputar as eleições em todos os níveis, só precisamos nos organizar e somar”, disse.

Participaram ainda do encontro o vice-prefeito de Umuarama, Wilson Simões, os prefeitos, de Maria Helena, Osmar Trentini, de São Manoel do Paraná, João Pereira Pinto, de Perobal e presidente da Associação dos Municípios de Entre Rios (Amerios), Almir de Almeida, além de vereadores e lideranças de aproximadamente 20 municípios, além de Rubens Gazin, um dos diretores do Grupo Gazin.

Ainda na sexta-feira, Pessuti e Sérgio Souza estiveram em Campo Mourão com os diretórios regionais. Ontem (14), participaram da visita do ministro da Agricultura Wagner Rossi e o Secretario do Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo do Ministério da Agricultura Ericson Chandoha na Expoingá em Maringá. Na próxima semana as reuniões serão realizadas dias 25 às 19h00 em União da Vitória, 26 em Guarapuava a partir das 12h00 e às 18h00 em Laranjeiras do Sul e no dia 27 em Irati às 12h00.

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Serraglio participa de encontro do Sindireceita


Vânio Pressinatte

O vice-líder do Governo na Câmara, deputado federal Osmar Serraglio, participou do Encontro Nacional do Sindireceita com analistas da Receita Federal ocorrido na quinta-feira (12) onde respondeu vários questionamentos dos participantes.

O parlamentar explicou que o apoio da liderança do governo será o diferencial na luta dos Analistas-Tributários dentro da Casa. "Minha atribuição como vice-líder do governo é preservar o erário público e eu tenho, reiteradamente, percebido que os Analistas sempre levantaram a bandeira da vigilância sobre os recursos públicos", disse.

Serraglio garantiu também que defenderá as atribuições do cargo. "É triste perceber que uma categoria luta para trabalhar enquanto nós (o governo), de tal maneira, dificultamos questões importantes como a fiscalização. E tudo isso em virtude de os Analistas-Tributários não terem suas atribuições definidas em lei".

O evento aconteceu no Manhattan Plaza Hotel em Brasília/DF, encerrou-se nesta quinta-feira (12) com a aprovação de diversas resoluções estratégicas e de interesse da categoria, que serão repassadas à base pelos conselheiros presentes. As informações serão analisadas e referendadas durante AGNU (Assembleia Geral Nacional Unificada), marcada em todos os estados a partir da próxima semana.

Os conselheiros aprovaram a necessidade de realização de uma reunião extraordinária do CNRE em meados de agosto/setembro deste ano. A proposta foi aprovada por 23 votos favoráveis, nenhum contrário e uma abstenção.

Na mesa, Serraglio com o representante do Paraná Jorge Luiz Moreira da Silva (de Umuarama) e a presidente nacional da entidade Silvia Helena, ambos analistas da Receita Federal.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Criaçao do TRF em Curitiba tem simpatia de Michel Temer


Uma das grandes bandeiras do deputado federal Osmar Serragliio, vice-lider do Governo na Câmara, pode se transformar em realidade beneficiando os paranaenses: A criação do Tribunal Regional Federal em Curitiba. A idéia é também defendida pela Ordem dos Advogados do Brasil no Paraná e tem a simpatia do vice-presidente da República, Michel Temer. Na última quarta-feira, Temer, Serraglio e o presidente da OAB-PR, José Lúcio Glomb, e segundo ele, com boas perspectivas.

Serraglio toma posse na Frente Parlamentar Municipalista


O vice-líder do Governo na Câmara dos Deputados, deputado federal Osmar Serraglio, tomou posse nesta quarta-feira como vice-presidente da Frente Parlamentar Municipalista. Entre as ações da frente neste ano deverá estar a mudança nos critérios para repasses de recursos federais para os municípios.

Prefeitos de vários municípios estiveram na Câmara no mês passado pedindo a inclusão na pauta do Plenário do Projeto de Lei Complementar 141/07, que adia a redução de repasses da União para as cidades que perderam população de acordo com o Censo de 2010. Os prefeitos querem que a redução seja gradual – 10% ao ano, por dez anos.