terça-feira, 20 de setembro de 2011

Câmaras de Segurança vão virar realidade em Umuarama


Com o processo licitatório concluído, foi confirmado nesta segunda-feira pelo Ministério da Integração Nacional o pagamento de R$ 250 mil para que a Prefeitura de Umuarama adquira os equipamentos do serviço de videomonitoramento na cidade. Os recursos são de emenda parlamentar do deputado federal Osmar Serraglio, vice-líder do Governo na Câmara, a quem, havia sido prometida a liberação do pagamento na semana passada pelo Ministro Fernando Bezerra de Souza Coelho.

A Infra Brazil Tecnology é a empresa vencedora responsável pela instalação do sistema composto de câmeras de vídeo em locais como praças Hênio Romagnolli (Centro Cívico), da Bíblia (proximidades da estação rodoviária), Odete Mossurunga (saída para Xambrê), Santos Dumont, Arthur Thomas, Miguel Rossafa, avenidas Maringá (proximidades do Portal da Unipar), Brasil e viaduto (saída para Maringá).

O sistema de monitoramento permitirá à polícia acompanhar a movimentação de pessoas e de veículos, agilizar o atendimento às ocorrências registradas e inclusive facilitar a atividade dos socorristas do SIATE (Sistema Integrado de Atendimento a Traumas e Emergências), em fase de implantação no município. "O intuito é que os equipamentos de alta tecnologia auxiliem os organismos policiais na prevenção e repressão de diversos delitos", explica o secretário municipal de Defesa Social, Hemerson Yokota. O projeto prevê investimentos da Prefeitura Municipal como contrapartida.

O objetivo do prefeito Moacir Silva, ainda de acordo com o secretário Hemerson Yokota é que num futuro próximo o sistema seja ampliado, de acordo com orientações das polícias Civil, Militar e Guarda Municipal, como os pontos escolhidos para o início do projeto, considerados prioritários pelas forças de segurança no município.

O autor da emenda, deputado Osmar Serraglio disse que o sistema vem se somar ao trabalho das polícias e guarda municipal no combate ao crime, servindo também de preventivo, uma vez que o sistema inibe a ação dos criminosos. “Estudos mostram que a instalação do sistema garante maior segurança a população. Esta é uma forma de contribuirmos para reduzir o medo do cidadão de bem”, destacou Serraglio.
(Vânio Pressinatte - da assessoria)