quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Osmar Serraglio: Articulador paranaense no Congresso Nacional


O vice-líder do Governo na Câmara, deputado federal Osmar Serraglio foi escolhido pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP) como articulador paranaense no Congresso Nacional. Dentre os 594 Congressistas foram selecionados 100 “cabeças”, dos quais, apenas 05 entre os 30 deputados paranaenses e, destes, o advogado Osmar Serraglio (PMDB) e o professor Rubens Bueno (PPS) figuraram como articuladores.

Segundo o DIAP, os “cabeças” do Congresso são os parlamentares que conseguem se diferenciar dos demais pela capacidade de conduzir debates, negociações e articulações políticas. Para a classificação e definição dos nomes que lideram o processo legislativo, o DIAP adotou critérios qualitativos e quantitativos que incluem aspectos como posto hierárquico, reputação do político e a capacidade de liderar e influenciar em decisões.

O critério reputacional, segundo o diretor de documentação do DIAP, Antônio Augusto de Queiroz, é muito importante, pois é como o parlamentar é visto pelos colegas, por consultores legislativos, assessores de bancadas, jornalistas e por consultores que acompanham o Congresso Nacional. “Esse critério é muito importante por que muitas vezes o parlamentar se expõe até de forma excessiva na mídia, mas para esses observadores o parlamentar não goza da credibilidade necessária, não é considerado influente. É tido até em algumas circunstâncias como alguém inconveniente, oportunista, que faz tudo para aparecer”, afirma.

Osmar Serraglio disse que recebeu a notícia com humildade, porém, com muito orgulho, por estar classificado entre uma minoria que se destaca. “Devo isso evidentemente aos meus eleitores. Eu não teria esses prazeres na vida se não fosse a confiança que eu tenho do eleitorado paranaense que me faz seu representante em Brasília”, disse Serraglio, ressaltando que seu trabalho é pautado pela ética, transparência e combate à corrupção.

Os demais deputados elencados na publicação do DIAP, porém classificados como debatedores são Abelardo Lupion (DEM), André Vargas (PT) e Dr. Rosinha (PT). Também constam como debatedores os senadores Alvaro Dias (PSDB) e Roberto Requião (PMDB). Para a pesquisa foram entrevistados deputados e senadores, assessores das duas Casas do Congresso, jornalistas, cientistas e analistas políticos.

O DIAP é composto por 900 entidades sindicais de trabalhadores congregando centrais, confederações, federações, sindicatos e associações distribuídas em todos os estados do País