terça-feira, 20 de setembro de 2011

Diretores da UEM pedem melhor estrutura para os campi


Os diretores dos campi de Umuarama, Cidade Gaúcha, Cianorte, Goioerê, Diamante do Norte e Ivaiporã, da Universidade Estadual de Maringá (UEM), acompanhados do reitor, professor doutor Júlio Santiago Prates Filho, entregaram na manhã desta segunda-feira, ao secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Alipio Santos Leal Neto, documento com o diagnóstico de todas as necessidades dos campi até 2014.

Dentre as necessidades apresentadas pelos diretores estão a contratação de professores e funcionários e ampliação da estrutura física, com a construção de salas de aulas, laboratórios, bibliotecas, entre outros. O documento teve o aval do deputado federal Osmar Serraglio, vice-líder do Governo na Câmara, que se colocou a disposição do Governo do Paraná para gestionar em defesa do Estado junto ao ministro da Educação.

Na audiência solicitada por Serraglio, com duração de mais de duas horas, Alípio Leal apresentou um relato das dificuldades financeiras da SETI e do Governo do Paraná, no entanto, sinalizou que em médio prazo as reivindicações devem ser atendidas, dando melhores condições de trabalho à instituição. No tocante a novos cursos, o secretário disse que necessita de melhores estudos, mas salientou que a viabilidade é para aqueles nas mesmas áreas já existentes nos respectivos campi, para melhor aproveitamento da estrutura existente.

Osmar Serraglio lembrou que por falta de investimentos da União, no passado, no ensino superior no Paraná, o Governo do Estado assumiu esse papel e conta hoje com uma das maiores estruturas de universidades estaduais do país. “É justo que alem dos investimentos estaduais, continuemos alocando recursos federais, como retribuição ao papel tão bem desempenhado pelo Paraná. Nós defendemos o ensino gratuito e com qualidade e a UEM faz isso de forma exemplar”, disse.

O diretor do campus da UEM, professor doutor Osvaldo Joaquim dos Santos, disse que o encontro foi proveitoso. “O secretário apresentou as dificuldades mas se mostrou receptivo ao nosso pleito. Ele sabe das dificuldades que enfrentamos. O número de alunos cresce a cada ano e necessitamos de estruturas condizentes para continuarmos oferecendo uma educação de qualidade”, destacou o diretor, lembrando que o documento, apresenta em detalhe as necessidades de investimentos ano a ano.

Além de Osmar Serraglio, o reitor Julio Prates e sete diretores regionais da UEM, participaram ainda da audiência, os deputados estaduais Fernando Scanavaca (PDT), Nelson Garcia (PSDB), Jonas Guimarães (PMDB), o deputado federal Rubens Bueno (PPS), o prefeito de Umuarama Moacir Silva, o prefeito de Cidade Gaúcha Vitor Leitão e o vice, Jeovani Blanco, entre outros.
(Vânio Pressinatte - da assessoria)