quinta-feira, 15 de março de 2012

Serraglio integrará a CPI do Trabalho Escravo

Osmar Serraglio quando relator da CPMI dos Correios que investigou o Mensalão

O deputado federal Osmar Serraglio (PMDB), vice-líder do Governo na Câmara e Coordenador da Bancada Federal do Paraná, foi indicado pelo líder do PMDB na Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves, para integrar, na qualidade de Efetivo, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Trabalho Escravo. O objetivo da CPI é investigar a exploração do trabalho escravo ou análogo, em atividades rurais e urbanas, de todo o território nacional.

A Comissão Parlamentar de Inquérito do Trabalho Escravo terá como base de investigação a lista divulgada em 2011, pelo Ministério do Trabalho, de empregadores que exploram a força de trabalho das pessoas em regime análogo à escravidão, conhecida como “Lista Suja”. Em 2011 foram incluídos 88 novos empregadores, totalizando 220 infratores cadastrados, entre pessoas físicas e jurídicas.

O ato de criação da Comissão Parlamentar de Inquérito foi assinado no dia 02 de março pelo presidente da Câmara dos Deputados, deputado Marco Maia (PT-RS). A criação da comissão foi proposta pelo deputado Cláudio Puty (PT-PA). A indicação de Serraglio por Henrique Alves se deu na quarta-feira (14).

Serraglio tem sido constantemente um dos nomes mais lembrados do partido para representá-lo em diversas comissões. Um dos maiores destaques do deputado nesse tipo de trabalho foi como relator da CPMI dos Correios que investigou o chamado Mensalão, em 2005.