quarta-feira, 10 de abril de 2013

NOVA CARA - UNIÃO FOI O PRINCIPAL FOCO DO ENCONTRO ESTADUAL DO PMDB



O Encontro Estadual com Prefeitos e Vices do PMDB evidenciou, na manhã desta terça-feira (9), a união do partido em apoio aos municípios do Paraná. O evento, com presença do presidente nacional do PMDB, o senador Valdir Raupp (RO), contou com a participação dos 13 parlamentares que integram a bancada do partido na Assembleia Legislativa.
A reunião marcou o início das articulações internas e busca da unidade do PMDB no Paraná. “Precisamos buscar a união entre os deputados, prefeitos, vices, vereadores, presidentes de diretórios e militantes, para vencermos as eleições”, destacou o presidente estadual do partido, deputado federal Osmar Serraglio, que afirmou que o PMDB é um partido democrático e que tem de ter a participação de todos para o crescimento da sigla e para o bem dos paranaenses.
Serraglio tem afirmado em todas as oportunidades que o PMDB, como partido que sempre defendeu a democracia tem que viver isso dentro da sua própria casa, com encontros como este que reúne seus prefeitos e vices e por meio dos encontros regionais. “Somente com o diálogo chegaremos a um consenso do rumo que o PMDB deve seguir. Ouvindo os líderes da base saberemos melhor como defender as necessidades dos municípios paranaenses”, afirmou Serraglio.

Municipalismo - O líder do PMDB na Assembleia, deputado Teruo Kato, aproveitou a mobilização para destacar a bandeira municipalista defendida pelos parlamentares do partido. “Falo isto porque sei muito bem das dificuldades que enfrentam os prefeitos para colocarem em prática tudo aquilo que querem fazer”, disse, lembrando que já foi prefeito de Paranavaí na gestão 1997/2000.
 “Nos últimos anos os municípios acabaram herdando uma carga muito grande nas áreas de saúde e educação. Se os municípios resolverem estas questões em suas cidades, resolvemos os problemas do Brasil”, destacou o líder do PMDB.

Estado peemedebista - O presidente nacional do PMDB, Valdir Raupp, disse que o Paraná é um dos estados mais peemedebistas do Brasil. “Aqui nosso partido já elegeu três governadores (José Richa, Alvaro Dias e Roberto Requião) e três governadores interinos (João Elísio Ferraz de Campos, Mário Pereira e Orlando Pessuti)”, frisou.
O PMDB é hoje, segundo Raupp, o maior partido do Brasil, com mais de 2,4 milhões de filiados. “No ano passado elegemos 1.030 prefeitos, 800 vice-prefeitos e mais de 50 mil vereadores, além de termos as maiores bancadas no Senado e na Câmara Federal, o que torna o nosso partido fundamental para a governabilidade no Congresso Nacional e nos estados”.
Raupp concluiu defendendo uma cruzada das lideranças do PMDB, na busca de novos quadros. Segundo ele, a direção nacional defende, para 2014, o lançamento de candidatura própria em todos os estados. “Queremos lançar pelo menos 20 candidatos a governador”. A opinião é compartilhada também pelo presidente estadual, Osmar Serraglio.

Unidade - O deputado estadual Nereu Moura defendeu envolvimento dos peemedebistas. “Só a união para o PMDB superar as dificuldades. Os prefeitos e vices precisam cuidar dos partidos nos municípios. Desunidos somos fracos, mas unidos, somos fortes”, completou.

O deputado estadual licenciado e secretário do Trabalho, Luiz Claudio Romanelli, disse que a integração da bancada, com a base do governador Beto Richa (PSDB) na Assembleia, foi resultado de uma consulta às bases. “Tanto é assim que o governador manteve todas as políticas e programas sociais criados no governo do PMDB”.

Entendimento - O deputado Caíto Quintana fez questão de frisar que foi uma decisão da bancada, e não do partido, do PMDB apoiar o atual governo na Assembleia. “Mas deixamos bem claro que jamais votaríamos pela venda de empresas públicas estratégicas como Copel e Sanepar, nem pela prorrogação do contrato do pedágio rodoviário”.
“A razão deste alinhamento foi para garantir o apoio do Governo do Estado aos nossos prefeitos”, completou.
Aprovado - Para o prefeito de Cianorte, Claudemir Bongiorno, o novo PMDB do Paraná tem mostrado a todos a necessidade urgente de unir no sentido fortalecer o maior partido do Brasil. “Este encontro foi de suma importância. Nós filiados podemos perceber a nova filosofia, a nova maneira, a nova mentalidade na condução deste tão grandioso partido no sentido das discussões preliminares para as próximas eleições”.
O vice-prefeito de Maringá, Claudio Ferdinandi, destacou a importância do encontro para promover a união do partido em todos os seus segmentos. “Eu acredito que novos eventos como este devem acontecer em todo o Estado para ouvirmos as nossas bases. Foi uma iniciativa muito importante para o nosso crescimento, que até então não tínhamos visto”, disse. Ele lembrou ainda que outro grande encontro do partido esta confirmado para Maringá no mês de Maio.
O prefeito de Paranavaí, Rogério Lorenzetti, disse que a iniciativa da Executiva Estadual em reunir prefeitos e vices em Curitiba, fora de uma convenção, foi um fato inédito e que isso engrandece o partido.  Ele disse que o evento demonstrou de forma clara a disposição do presidente Osmar Serraglio em ouvir as bases para saber a real necessidade dos municípios e o que pensam os membros do PMDB.
Lorenzetti ressaltou ainda a importância da participação do presidente Nacional do partido para ouvir as preocupações dos prefeitos sobre diversos assuntos. “Foi muito importante, porque alem de assuntos políticos tivemos a oportunidade de discutir assuntos administrativos e internos do PMDB, o que não havia acontecido. Eu fiz questão de cumprimentar o Serraglio pela iniciativa“, disse o prefeito.
Também participaram do encontro o ex-governador Orlando Pessuti, os deputados estaduais Artagão Júnior, Stephanes Júnior, Alexandre Curi, Ademir Bier, Waldyr Pugliesi, Jonas Guimarães, Luiz Eduardo Cheida (secretário estadual do Meio Ambiente) e Gilberto Martin, além do senador Sérgio Souza e uma grande participação de prefeitos e vices.