quarta-feira, 20 de junho de 2012

Em Umuarama, vaca produz 52 quilos de leite em 24 horas no 3º Torneio Leiteiro

            O tradicional banho de leite nos produtores donos das vacas campeãs do Torneio

Nos últimos 20 anos a produção leiteira vem crescendo no Paraná, em qualidade e volume. O Estado tem hoje 115 mil produtores com rebanhos que produzem em média 10 litros por dia (cada vaca), enquanto a média nacional fica em torno de 5 litros/dia por animal. Em Umuarama, alguns produtores têm se destacado com vacas que produzem o dobro da média estadual.
 Osmar Serraglio faz comparações e se recorda da infância quando a mãe comemorava 5 ou 6 litros ordenhados de uma vaca

Isso ficou bem claro no 3º Torneio Leiteiro, um dos eventos do 57º aniversário da cidade, encerrado no último domingo. Uma vaca mestiça, do pecuarista Camilo Mandotti, produziu 52,6 quilos de leite no período de 24 horas – na competição, o leite é pesado, e não medido em litros. Um quilo equivale a praticamente um litro. A vaca Acerola foi a grande campeã. O torneio, aberto no dia 14, atraiu centenas de produtores de leite, agricultores e a comunidade em geral.
                                  Autoridades com os campeões do Torneio

“A produção dessa vaca é impressionante, mas no geral a média dos produtores que investem na melhoria genética e no trato profissional com o rebanho tem sido muito boa em Umuarama”, avaliou o secretário municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Turismo, Antonio Carlos Favaro. Outras vacas atingiram médias de 28,9 a 46,8 quilos/dia e as novilhas campeãs oscilaram entre 18,4 e 36,7 quilos/dia.

O PIA atende por ano uma média de 200 produtores. Além do prefeito e do secretário Favaro, acompanharam o encerramento do torneio os deputados federal Osmar Serraglio, estadual Fernando Scanavaca, secretários municipais e outras autoridades, além da equipe da Secretaria da Agricultura.

RESULTADO
Da raça girolanda, as campeãs foram as vacas Kataia (com 46,803 kg de leite/dia) e AB4503 (45,325 kg), ambas do pecuarista João Sala. Da raça jersey, a campeã foi Analis (38,128 kg) e em segundo ficou Aliança (28,938 kg), do produtor Camilo Mandotti. Entre as vacas holandesas, destaque para a vaca Pandora (48,610 kg), do pecuarista Joel Batista Rezende, e Esmeralda (45,095 kg), de Camilo Mandotti. Das mestiças, o destaque foi a vaca Acerola e em segundo lugar ficou a 028, de Nivaldo Zubiole, com média diária de 23,108 quilos de leite por dia.

As novilhas Formosa e Primavera, do pecuarista Djair Taroco, obtiveram as médias diárias de 36,715 e 35,345 kg de leite. As mestiças Xifronesia (28,265 kg), do produtor Avelino Valério, e Número Um (20,223 kg), de José Agnelo (in memorian), também se destacaram em produtividade. E da raça jersey, as vencedoras foram as novilhas Pietra (19,733 kg) e Duquesa (18,480 kg), dos pecuaristas Antonio Baldoino e Hélio Itiro Sakada