quarta-feira, 6 de junho de 2012

Médicos fazem nova reunião com o revisor da MP 568, deputado Osmar Serraglio


Durante encontro dos representantes do Sindicato dos Médicos no Estado do Paraná – Simepar, do Conselho Regional de Medicina Veterinária e dos servidores da Universidade Federal do Paraná – UFPR com o deputado Osmar Serraglio, que além de vice-líder do Governo na Câmara e coordenador da Bancada Federal do Paraná no Congresso, é o relator da Medida Provisória 568, foi feita uma atualização sobre a tramitação da mesma no Legislativo Federal.

A MP, publicada dia 14 de maio, interfere na remuneração dos médicos servidores públicos federais e desfigura a jornada de trabalho. Médicos que trabalham 20h/semanais teriam que cumprir 40h pelo mesmo valor, ou seja, uma redução de 50% na remuneração. De acordo com os representantes da categoria a intervenção de Serraglio pode corrigir as distorções que prejudicam os profissionais da saúde.

O deputado informou aos médicos sobre a situação atual, sobre diversas emendas recebidas e sobre as possibilidades de reversão aos danos que a MP causa à carreira dos médicos e médicos veterinários. Ele se mostrou sensível à reivindicação dos mesmos e informou de que diversos deputados demonstraram a mesma inclinação. Como a medida provisória alcança outros servidores até com reajuste, é necessário que se encontre uma maneira de reverter as distorções causadas aos médicos sem derrubar a MP como um todo.

O debate também trouxe à tona a questão de revalidação dos diplomas de médicos formados no exterior. Os médicos se mostraram preocupados com a qualidade de formação desses profissionais. Mario Ferrari afirmou que esta talvez seja a oportunidade de se intensificar o debate de uma carreira própria de estado para os médicos. Uma carreira atraente, que fixe os médicos no serviço público e ajude a resolver os problemas de falta de médicos no interior do País, nos locais mais distantes.

Participaram da reunião o presidente do SIMEPAR. Mario Ferrari; os diretores do Sindicato, Claudia Aguilar e Kleber Melo; o presidente do CRM, Alexandre Bley, o presidente da AMP, João Carlos Baracho, os médicos do HC, Rafaello di Bernardi e José Godoy; além de médicos veterinários do CRMV e servidores da UFPR. Foi o segundo encontro da categoria com Osmar Serraglio para tratar do assunto.